quinta-feira, 12 de março de 2009

Mudanças na avaliação de periódicos da CAPES.



Capes aprova a nova classificação do Qualis


Publicada por Assessoria de Imprensa da Capes
Sexta, 06 de Março de 2009 14:47


Após classificação pela maior parte das áreas do conhecimento, o Qualis, sistema de avaliação de periódicos da Capes, segue agora uma nova escala de análise. O anúncio foi feito durante a 107° reunião do Conselho Técnico-Cientí fico da Educação Superior (CTC-ES) realizada entre os dias 3 e 5 de março em Brasília.
A nova estratificação transforma a antiga classificação baseada no cruzamento de dados sobre a circulação do periódico (local, nacional e internacional) e sua nota (A, B, C, em ordem decrescente) em uma única, que funde os dois parâmetros. Desta forma, as antigas nove notas foram substituídas por uma escala de oito estratos (A1, A2, B1 a B5 e C). O estrato C tem peso zero.
Para Valdinei Costa Souza, Coordenadora de Gestão da Informação, a alteração torna a avaliação mais objetiva. "Tínhamos problemas com a valoração da circulação dos periódicos, que não era comum para todos. Em algumas áreas, a circulação local é a mais importante, mais até que a internacional. " Com a mudança, essa relativização se torna possível. "Um periódico A1 é o de nível mais alto, não por ser publicado no mundo inteiro, mas por ser o mais adequado às necessidades de sua área", explica Valdinei.
O Qualis é uma lista de veículos utilizados para a divulgação da produção intelectual dos programas de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado). A Capes o utiliza para fundamentar o processo de avaliação do Sistema Nacional de Pós-Graduação. Confira aqui as principais características desse sistema de classificação.
Nesta reunião do CTC-ES, 41 áreas tiveram suas classificações homologadas. As seis restantes têm até o fim do mês para concluírem seus trabalhos. Esta avaliação é referente ao ano-base 2007. Ainda este ano será anunciada a avaliação do ano-base 2008.

Segue em anexo planilha com a nova classificação dos períodicos.

A nova pontuação seria a que segue:

A1 100 PONTOS (antigo Internacional A)

A2 80 PONTOS (antigo Internacional B)

B1 60 PONTOS (antigo Internacional C)

B2 40 PONTOS (antigo Nacional A)

B3 20 PONTOS (antigo Nacional B)

B4 10 PONTOS (antigo Nacional B)

B5 5 PONTOS (antigo Nacional C)

C 0 PONTOS

Existe possibilidade, inclusive, que essa pontuação já valha para o triênio 2007-2009 e que a partir de 2010 congresso não terá mais pontuação.

3 comentários:

Manuel Fernandes disse...

Olá, companheiro.

Só uma pergunta: por que cargas de águas existem duas categorias (uma de 20 e outra de 10 pontos) para o antigo "Nacional B"?
Parece estranho... mas eles lá devem ter as suas razões!
Um abraço!

Cristiano Ferronato disse...

Carissimo nao faço a mínima idéia vai ver que é pra eles mudarem a classificação no ano que vem denovo.

Manuel Fernandes disse...

Só pode, né, meu caro!
Não dão outra diferenciação que não seja o valor de pontos. Isso pareceu-me estranho! Daí o eu questionar.
Um abração!