quarta-feira, 23 de novembro de 2011

A Paraíba não uma bosta.


Interessante acompanhar durante o dia de hoje a polêmica causada por um empresário paulista de nome Júlio Duamel Omar que falou um monte de asneiras sobre a Paraíba. É mais um desses bobos que não sabem que na Internet qualquer coisa postada pode ter uma repercussão gigantesca. Não é o primeiro e nem será o último. O mais interessante foi ver seu “pedido de desculpas” ao Jornal Folha do Sertão. Ao jornal ele disse que estava tentando mostrar as coisas erradas que acontecem aqui. Pois é, coisa de gente do Sul que acha que aqui precisamos que nos ensinem alguma coisa já que eles são o extremo da sabedoria. Ele diz também que em Fortaleza ela vai à praia e vê um monte de mulher e que aqui ele foi abordado por “vários” homossexuais quando ali se dirigiu. Como assim? Que praia ele estava? Que hora da noite? Procurava mulheres mesmo? E em Fortaleza ele nunca foi abordado por homossexuais? Bem, não vamos entrar nesta discussão, mas acho muito estranho isso. Entendo que o moço estava bravo, pois tinha passado por uma situação em que o seu cliente não quis atende-lo, segundo ele porque era paulista. Assim, o que fez? Bobagem, uma grande bobagem. Longe de mim querer defende-lo mas esta situação é vivida por muitos representantes que trabalham por aqui. Tenho alguns amigos que trabalham como representantes e que já ficaram horas, eu disse, horas esperando que o cliente o atendesse, pois estava passeando, levando a filha no Shopping e outras desculpas dadas apenas para que o representante o esperasse. Ou seja, o que quero dizer é que é uma prática se fazer isso no Nordeste e não apenas na Paraíba. No entanto, reitero, não é motivo para tal destrambelhamento. O segundo ponto que me chamou a atenção foi o fato de ele ter dito que a Paraíba é uma bosta. É óbvio que discordo de afirmação tão sem sentido. No entanto, não podemos deixar que o sentimento de paraibanidade, se é que tal coisa exista nos faça esquecer de nossos problemas. Tendemos aqui na Paraíba a ficar muito nervosos com estas situações mas as coisas passam e esquecemos que temos problemas e muitos. Veja-se também o caso do humorista Nairon Barreto, se não me engano é esse o nome dele, mais conhecido como Zé Lezim. Em uma apresentação em Campina Grande teria dito que João Pessoa, tirando a praia não tinha mais nada. Dito e feito, quase foi queimado em praça pública. Mas ponderando tudo, o que ele quis dizer tem todo o sentido. O humorista em tom de chacota se mostrou muito preparado e quis chamar a atenção para um fato real. Veja-se para onde um turista vai em João Pessoa? Praia, Jacaré, Centro Histórico e agora a Estação Ciência. Não tem mais nada mesmo o que se fazer. O turismo em João Pessoa, e no Brasil também tem esta visão, vamos explorar o que a natureza no deu. Mas só isso as vezes enche o saco. A Estação Ciência é um exemplo, desde que foi criada é um dos locais mais visitados da cidade. Porque? É preciso que o poder público atente para isso e crie novos equipamentos para que o turista tenha mais o que ver na cidade. Não são apenas algumas inserções em novelas globais de gosto duvidoso, como esta última que farão as coisas mudarem. Este tipo de inserção apenas reforça o discurso daqueles que adoram dizer que “no turismo a Paraíba é a bola da vez”, ouço isso desde que cheguei por estas bandas e concretamente nunca foi realidade. A Paraíba nunca foi a bola da vez. E não é por falta de belezas, a Paraíba é belíssima, do litoral ao sertão. No entanto, o poder público precisa refletir sobre tais problemas. Os paraibanos são um povo que sabe sua história e curtem essa história mas, o turista que vem aqui não tem um Museu para visitar. Como uma terra que desde os fins do século 16 é conhecida, com uma história tão bonita não tem um Museu? Me respondam? Com tantos prédios devolutos nessa cidade porque não se cria um equipamento como esse para guardar e mostrar essa história, que nos orgulhamos tanto para turistas como esse moço. O bom destino para o turismo não se faz apenas de praias lindas, mas de outros equipamentos também. Eu percebo que toda vez que um dirigente político ou do trade turístico diz que somos a bola da vez perdemos mais um ponto. Até Sergipe, já se tornou mais interessante para visitar e tem um fluxo turístico maior com mais inserção na mídia que a Paraíba. Portanto paraibanos não nos preocupemos com essa cara, é um bobo. A Paraíba não uma bosta. Mas nos preocupamos pelo que esta de certa forma imbricado em sua fala. 

3 comentários:

Anônimo disse...

O infeliz comentario do turista na Paraíba causa-me uma grande tristeza, pois vemos que há grande preconceito entre brasileiros. Rivalidades entre nordestinos, sulistas, paulistas, cariocas... Somos brasileiros e deveríamos entender que Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro, são Paulo, Paraná, Pará, Amazonas, Mato Grosso e demais estados, apesar de culturas diferentes integram o grande Brasil!

Cristiano Ferronato disse...

Concordo totalmente amigo anonimo.

Mari Marques disse...

o fato é que na Paraíba as autoridades tem prioridades bastantes distantes das ligadas a preservação de nossa história e cultura e de sua melhor apreciação (que dirá pensar numa política cultural que enfoque essa aproximação e interesse tanto dos paraibanos quanto dos turistas...)
É Cris, tb acho que a Paraíba não é uma bosta. Algumas pessoas que a dirigiram, dirigem e dirigirão é que tinham, têm e terão na cabeça vento e ventania...assim, infelizmente, fica tudo dificil demais.