sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Igrejas de Portugal- Braga



Tinha parado um tempo de colocar posts sobre minhas viagens por Portugal mas vou dar continuidade. As Igrejas de Lisboa ficaram nos outros posts, agora vou colocar das cidades do interior começando pelo norte de Portugal lá em Braga, uma cidade muito agradável e interessante. Estive lá na companhia de duas amigas de São Paulo Helena e Renata.

Nós ficamos apenas um dia nesta cidade que é a mais antiga de Portugal e uma das cidades cristãs mais antigas do mundo; fundada no tempo dos romanos como Bracara Augusta, conta com mais de 2000 anos de História como cidade. Situada no Norte de Portugal, mais propriamente no Vale do Cávado, Braga possui 176 154 habitantes no seu concelho (2008), sendo o centro da região Minhota com mais de um milhão de habitantes (2007). Braga tem várias designações: A "Cidade dos Arcebispos", A "Roma Portuguesa": A "Cidade Barroca": A "Cidade Romana": A "Capital do Minho" . A "Cidade dos Três Sacro-Montes":

A Sé de Braga localiza-se na freguesia da , na cidade de Braga, em Portugal. Sede do Bispado fundado por São Tiago Maior (segundo a tradição), que aqui deixou como primeiro bispo o seu discípulo São Pedro de Rates. Assenta sobre as bases de um antigo mercado ou templo romano dedicado a Ísis (como atesta uma pedra votiva na parede leste), e muros de uma posterior basílica paleocristã (com cinco naves), das quais só restam três, após a Reconquista.

Considerada como um centro de irradiação episcopal e um dos mais importantes templos doromânico português, a sua história melhor documentada, remonta à obra do primeiro bispo, D. Pedro de Braga, correspondendo à restauração da episcopal em 1070, de que se conservam poucos vestígios.

Nesta catedral encontram-se os túmulos de Henrique de Borgonha e sua mulher, Teresa de Leão, os condes do Condado Portucalense, pais do rei D. Afonso Henriques.

Nas dependências da antiga casa do Cabido, mandada construir no início do século XVIII, pelo Arcebispo D. Rodrigo de Moura Teles encontra-se o Tesouro Museu da Sé Catedral.

O templo românico definitivo tinha uma fachada habitual neste estilo, ladeada por duas torres sineiras onde se abre o portal (arquitectura) principal. O interior é de três naves, com seis tramos e com cobertura de madeira, transepto desenvolvido e uma cabeceira com a abside rodeada por dois absidíolos.

Os elementos essenciais desta traça ainda hoje se conservam com excepção da cabeceira. O essencial da escultura românica da Sé sobreviveu até hoje, estando concentrada nos portais (principal e lateral sul, a chamada Porta do Sol) e nos capitéis do corpo do templo.

A igreja possui dois órgãos de tubos: o órgão do Evangelho, de 1737 e o órgão da Epístola, de 1739, obras de Simãos Fontanes e decorados em talha da autoria de Marceliano de Araújo.

É também notável o túmulo do Infante D.Afonso (filho do Rei D. João I), de estilo e proveniência Flamenga; e a Pia Batismal gótico-manuelina.

A primeira da foto é da Basílica dos Congregados situa-se na freguesia de São José de São Lázaro em Braga, Portugale está incluída no antigo Convento dos Congregados.

A Basílica é da autoria do arquitecto André Soares, construída no século XVI, embora só terminada no século XX.

O inicio da construção foi em 1703, sendo benzida em 27 de Outubro de 1717, embora faltando construir as torres e colocar estátuas nos nichos respectivos da fachada.

Estes trabalhos seriam levados a cabo já no século XX.

As estátuas da fachada - São Filipe de Nery e São Martinho de Dume - foram içadas para os seus locais em 16 de Fevereiro de 1964, e são devidas ao escultor Manuel da Silva Nogueira.



4 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

que lindo esse post. A igreja é belíssima! abraços e obrigado por compartilhar.

Manuel Fernandes disse...

Meu caro... os "tugas" e principalmente os bracarenses não vão perdoar-te, ó pá!

Como podes ter esquecido o "Bom Jesus de BRAGA"? Sacrilégio...! Redime-te desse pecado!

Abraço!

Cristiano Ferronato disse...

Então amigo é que quando fui lá fiquei um dia apenas e não coragem de subir lá ficou para uma próxima. Com certeza é um dos mais belos.

Mari Marques disse...

praticamente "o homem enciclopedia humana".
Que viagem rica!
:D